Durante plenária: Moradores reclamam de problemas no bairro da Imaculada, em Bayeux
Plenária Dialoga Bayeux

10
Jun
2016

Notícias

Assessoria

394

Durante plenária: Moradores reclamam de problemas no bairro da Imaculada, em Bayeux

Moradores do bairro da Imaculada têm reclamado de problemas na região, como saneamento básico, precariedade na saúde e a ausência de um lugar pra esporte. Tudo isso pôde ser discutido na oitava edição do Dialoga Bayeux, na noite da última quinta-feira (2).

Durante o evento, o pré-candidato a prefeito, Berg Lima (PTN), apresentou várias propostas. Na plenária que aconteceu numa casa de recepções, uma moradora chamada Claudiana questionou a falta de higiene no Mercado Público de Bayeux. “A feira da nossa cidade é uma vergonha. Quem passa por lá sabe que há gatos e cachorros urinando no local onde ficam as frutas e as verduras. Quando chove, ninguém consegue andar no mercado. Está entregue às baratas. Não tem nada de limpeza”, revelou indignada.

Sobre essas dificuldades, ela perguntou a Berg Lima se ele tinha alguma solução a oferecer. “Desde 1990 eu frequento a feira e sei das dificuldades que Bayeux enfrenta. A desorganização impera. A localidade precisa de estacionamento, higiene sanitária, galpões cobertos com áreas dividas por setores, e com isso, o comércio pode crescer”, disse Berg.

“Devido à ausência de gestão no município, muitos terminam escolhendo fazer compras em um supermercado. Entretanto, eu apoio que temos que fazer do mercado um cartão postal, assim como o mangue e outros lugares abandonados”, contou ainda.

Adolfo Marques também reside no bairro da Imaculada e apontou a carência da cultura e do esporte. “Estes são meios de tirar os jovens da ociosidade e isso não tem aqui”, revelou. Sobre esta área importante num município, como um ativista cultural, Berg pontuou sugestões a cerca da construção de ginásio de esporte e da valorização das artes.

“O investimento em cultura ficou refém ao Caranga Fest. Precisamos implantar a Secretaria e depois construir o Parque dos manguezais. Bayeux tem que retomar a quadrilha junina e ter orçamento próprio”.

Uma outra moradora com esperança de mudança que revelou sua indignação foi Lurdinha. “As pessoas daqui não têm nem o direito de serem atendidos na própria cidade. Ficamos a mercê de Santa Rita ou João Pessoa. Isto é uma vergonha”, afirmou.

Pra finalizar, Berg manifestou de forma clara e objetiva que Bayeux tem que ter o pronto atendimento 24h e com, no mínimo, cinco unidades de tratamento intensivo (UTI) móvel. “A população não pode ser enganada com a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA)”, frisou.

O Dialoga Bayeux tem o objetivo de estabelecer um elo com a população, e vem acontecendo em vários bairros. Participe!

TAGS: berglima,bayeux,prefeitura,bairro,imaculada,política,ptn

Comitê Central 19

Conheça a localização exata do comitê central de Berg Lima 19